Olá

 

Somos um grupo de entusiastas que realiza simulações de combates modernos.

 

Os combates, que chamamos de missões, são elaboradas pelo nosso mediador, Melkor, e são travados contra os terríveis BSS.

 

Muito se fala, discute, sobre as forças armadas, sobre um caça ser melhor que outro, que um submarino é superior a outro e assim por diante. Aqui nós levamos isso à comprovação. 

                                          

Para as simulações são utilizados dados reais que são compilados no jogo Harpoon IV – esta versão deste jogo é jogada na “mesa”, não é uma  versão de computador como a III, o que exige do mediador uma elevada carga de trabalho. No nosso caso, os compeditores enviam suas ordens por e-mail para o mediador e ele se encarrega de processar as informações, contando com o auxílio de planilhas do Excel e com o gerador de imagens do programa Sub Comander.  Para cada combate, conforme as armas e contextos, há uma tabela de possibilidade de êxito. Como é normalmente aceito em simulações, essa probabilidade é calculada pelos valores técnicos fornecidos pelo grupo Jane’s. O resultado final é calculado por um programa que, através de algoritmos, fornece aleatoriamente o resultado.

           Esse processo, se confrontado com a história, se mostra real. Na guerra das Malvinas (aliás,uma de nossas missões), o submarino Conqueror atacou o cruzador General Belgrano e o contratorpedeiro Hipólito  Bouchard. No caso do primeiro, o ataque foi um sucesso. No caso do segundo, o torpedo atingiu a escolta, mas não explodiu.

Confira em Missões, as nossas experiências.

 

Todos as imagens são ilustrativas da ação realizada. Não usamos softwares especiais para as simulações.

   

Na imagem, o Porta-aviões francês Charles De Gaulle sob ataque de um míssil KSR-5 Kitchen (5t – 1980 nós – 216mn de alcance – 2ª geração) lançado de um TU22M Backfire, durante a missão GIUK.   Alguma dúvida quanto ao resultado?  Clique na imagem para conferir...

 

 

 
 

 


 

 

 

 Veja, em VÍDEOS, o clipe do filme “A Soma de Todos os Medos” mostrando um ataque semelhante.  

 Clique AQUI para ir direto a cena,

 

 

 

 

 

Marcelo NIchele